Resenha: A Última Casa da Rua

A Última Casa da Rua, Lily Blake, David Loucka e Jonathan Mostow
★★☆☆
Sinopse:No livro, os autores Lily Blake, David Loucka e Jonathan Mostow contam a história da jovem Elissa e sua mãe que, em busca de uma nova vida, encontram a casa dos sonhos em uma pequena cidade do interior dos Estados Unidos. A cidade tem um mistério. Um assassinato aconteceu bem na casa ao lado. Uma garota matou os pais de forma brutal e desapareceu. Hoje, quatro anos depois, apenas Ryan, o misterioso irmão mais velho, mora sozinho naquela mesma casa, sombria e esquecida no tempo. Indo contra tudo e contra todos, Elissa acaba se envolvendo amorosamente com o estranho rapaz. O que ela não sabe é o quão perigoso esse jogo pode se tornar… Não espere ver adolescentes sendo perseguidos por forças sobrenaturais ou um desfecho daqueles que já “sacamos” ainda na metade do livro. A trama é criativa, com muitos “não acredito!” pelo meio do caminho. E a sequência final é de tirar o fôlego, com muita ação. Antes de sentir o medo… Antes de conhecer a dor… É preciso voltar para onde tudo começou. (fonte)

Bom, o livro nos conta a trama de Elissa, uma jovem espirituosa que gosta de cantar e tocar. Herdou de seu pai esse hábito, que é cantor e tem uma banda. Após terminar com sua mãe, nunca mais o viu. E desde então sua relação com sua mãe é bastante conflituosa, e devido seu mau comportamento; drogas e bebidas. Elas se mudam para o interior dos Estados Unidos, em uma casa grande e boa, o fato de ter acontecido um duplo assassinato na casa vizinha, torna-se possível sua mãe dar conta de pagar o aluguel da mesma.

Elissa é bastante irreverente e não faz nenhum pouquinho o papel de personagem clichê, o que ganhou uns pontinhos comigo. Sua mãe tem seu lado protetor, tenta ser uma mãe melhor e agradar Elissa, mas às vezes, passa um pouco do limite. Há Jillian, uma guria que passa a ser sua amiga e a aproxima com a música, pois seu irmão tem uma banda. Tyler é estúpido, blergh! E, finalmente.. Ryan. Ah, tadinho! Ele é tão sem atitude, ele é muito vago e não me agradou nem um pouco.

"A Última Casa da Rua" tinha tudo para ser uma ótima história, e o que me deixa mais revoltada é que são TRÊS autores. Tive a sensação de ter lido um resumão, não teve uma construção de personagens, foi meio que ler às cegas, não sabia direito como eram eles. Não houve descrições, a sensação de imaginar os personagens. Foi superficial demais, os diálogos foram vagos, mal dar para aconchegar e já tem que levantar por que já terminou a leitura. E como diz na sinopse, tem algumas coisas que acontecem que não prevíamos antes de acontecer, digo e repito: Tinha tudo para ser uma boa história! O mistério foi legal,  mas foram muito rápidos, saíram "atropelando" alguns fatos e não me agradou.

Enfim, terminei a leitura e resolvi dar mais uma chance assistindo o filme, e foi mais outra decepção. Sério, ao ver a capa eu pensei que seria algo legal, mããs não. O filme não demonstra que a relação mãe e filha não são uma das melhores, foi um pouco forçado e  não gostei também. Talvez se eu tivesse lido em outro dia, teria gostado um pouco mais.

Até mais,

Wanessa Silva

17 comentários:

  1. Oi Bianca! Te indiquei para um selinho no meu blog. Beijo!

    http://meninaderosas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Wanessa, adorei sua resenha, estava empolgado com esse livro, já estava vendo pra comprar porque quero depois assistir ao filme, mas você me deixou com um pé atrás. Vou dar uma chance ao filme, primeiro.
    Beijos,

    Gustavo Valim
    Jantando Livros
    http://jantandolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gustavo, acho melhor mesmo assistir o filme primeiro. Pois se achar legal, irá gostar do livro. Por que por mais que eu tenha dito que seja vago, o livro é melhor do que o filme.
      Beijos.

      Excluir
  3. é verdade a capa é lindíssima, e comprometedora. Que pena que você não gostou do livro, concordo que livros com mais de um autor, começa a ser horrivel, fica algo muito frio, não sei. Não gosto!

    Beijos&abraços apertados, 7hings.com.br te espera!..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, é? Pensei: Poxa, deve ser bem legal.. A guria só de espreita, mas me enganei. Nunca tinha tido a experiência de ler algo com mais de dois autores, e não foi legal a experiência.
      Bjks

      Ps: Seu blog é um encanto!

      Excluir
  4. A sinopse me deixo curiosa, mas sua resenha me fez querer ficar bem longe dele.
    De qualquer forma não é um livro que eu leria já que não gosto de suspense.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. É uma pena que você não tenha gostado do livro, Wanessa, mas entendo o seu ponto de vista. Não gosto quando os personagens não são aprofundados e quando tudo passa tão superficialmente - ainda mais quando é suspense e a gente espera aquela história de tirar o fôlego! Não é meu estilo favorito, então nem pretendo ver o filme tão cedo (sabe aquela pessoa medrosa? Haha, eu!)
    Beijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é uma pena. Nunca tinha lido suspense desse estilo e esperava algo melhor, adoro descrições e acho que esse fato contribui para que eu não gostasse tanto do livro. Quanto ao filme não é tãão assustador, então nem precisa ter medo, rs.
      Beijos!

      Excluir
  6. Oiii..
    Não conhecia este livro, mas pela capa eu iria me interessar, igual você comentou, uma pena ter sido uma decepção.
    Mas que venham novas leituras!
    Adorei seu blog.
    Estou voltando aos poucos, e listei o seu.
    Beijos e uma linda semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a capa é muito instigante!
      Obrigadaa!
      Uma ótima semana.
      bjks (:

      Excluir
  7. Achei seu blog bem interessante, parabéns *-*
    aguardo sua visita no meu http://www.diasdemoda.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi Wanessa, tudo bem?
    Eu confesso que não tinha muita vontade de ler esse livro, e depois de ler sua resenha, ai é que eu fiquei sem vontade mesmo. Também não gosto quando as coisas são de forma superficial, Seja na descrição dos lugares ou dos personagens.
    Abraços,
    Amanda Almeida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda, sim e você?
      Eu também não, mas eu resolvi dar uma chance e não tive uma experiência agradável, rs.
      Abraços.

      Excluir
  9. Oi, confesso que não li ainda e vi o filme. Sua resenha me deixou meio pensativo pela lado meio superficial do enredo. Mas darei oportunidade para a leitura.

    bjos

    Philip Rangel
    www.entrandonumafria.com.br

    ResponderExcluir
  10. É tão ruim quando criamos certas expectativas com alguns livros ou até mesmo outras coisas e nos decepcionamos, não é mesmo? Contudo, a experiência é válida e acredito que mesmo ela sendo ruim, não pode ser vista como perda de tempo. É uma pena que você não tenha gostado; foram poucas as vezes que isso aconteceu comigo... Mas, como leitoras, estamos sujeitas à tudo, não é mesmo? Beijos

    ResponderExcluir
  11. Eu achei muito que esse livro seria excelente, fiquei surpresa com sua resenha porque não é tanto como o que eu achava que seria. (Admito que tenho mais coragem de ler o livro que ver o filme.).

    http://revistainnovative.com

    ResponderExcluir
  12. Oii :DD
    Não li esse o livro ainda, mas já ouvi falar bastante sobre. Pelo o que eu li, eu achei que fosse bem interessante. Até porque se trata de um suspense e eu sempre me divirto com essas histórias. Mas é uma pena que você não tenha gostado. Acho que o fato de ter três autores pode ter atrapalhado a construção da história. Também não gosto de livros que não descrevem bem a personagem. É como se você não conseguisse imaginar (e acompanhar) o que está acontecendo na história.

    Beijos!

    ResponderExcluir

Ficamos feliz em vê-lo por aqui! Todos os comentários são moderados para que sempre receba uma resposta e também para evitar inconveniências :)